UM BLOG A SERVIÇO DE CRISTO

domingo, 25 de setembro de 2011

176 - NO ESCONDERIJO DO ALTÍSSIMO


O coração do Pai era o esconderijo de Jesus, um lugar fortalecido e protegido em que Deus se fazia próximo, em que se renovava a intimidade do deserto, onde jamais morriam a confiança, o amor e a percepção que tinha de si mesmo, sendo todos esses, antes, continuamente reacesos.

Em momentos de oposição, de rejeição, de ódio e de perigo, Ele se retirava para aquele esconderijo em que era amado.

Em momentos de fraqueza e temor, nasciam lá uma força e uma inabalável perseverança.

Diante das incompreensões e das desconfianças que só aumentavam, apenas o Pai o compreendia.

“… Ninguém sabe quem é o Filho, a não ser o Pai…” (Lc 10:22).

Os fariseus conspiraram secretamente para destruí-lo; os amigos das horas boas estenderam a outros seu compromisso de lealdade; um discípulo o negou e outro o traiu; mas nada podia afastar Jesus do amor do Pai.

Na reclusão dos lugares desertos, ele marcava encontros com o Altíssimo, e é difícil imaginar o que aqueles momentos significavam para ele.

Mas de uma coisa podemos estar certos: eram profundamente reforçadas a identidade e a percepção — originais, crescentes e definitivas — de Jesus como Filho, Servo e Amado do Pai.

Nos nossos momentos no deserto devemos fazer exatamente o que Jesus fazia – nos aconchegarmos no coração do Pai, aí receberemos refúgio, conforto, direção e paz.

Sempre estaremos seguros no esconderijo do altíssimo.

Que Deus abençoe a todos.


Fonte: http://www.mundocristao.com.br/adicionais/meditacoes


*VISITE TAMBÉM: A TENDA NA ROCHA - http://www.atendanarocha.com/ VALE A PENA. Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

domingo, 18 de setembro de 2011

175 - O UMBIGO DA ALMA


Palavras de Jesus no evangelho de João capítulo 3 versículos 5 e 6:

“Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus.

O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito.”


Seguir a Jesus, ser seu discípulo não é o mesmo que seguir um mestre moral, um reformador social, adotar uma escola de conhecimento ou muito menos seguir uma ideologia.

Seguir a Jesus não é termos um grande teórico que vai nos ensinar o que fazer, como devemos viver ou coisas que devemos acreditar.

Seguir a Jesus implica em uma experiência de transcendência, uma abertura para o universo espiritual, para uma nova realidade.

A bíblia usa expressões como passar da morte para vida, passar das trevas para luz ,Jesus no versiculo citado no início do texto usa nascer de novo e nascer do espírito.

Mais importante do que a figura de linguagem usada é sabermos que seguir a Jesus implica em uma experiência de ruptura, de rompimento, que existe um antes e um depois.

Assim como temos um nascimento biológico, físico que é a figura do nascer da água, também nós temos um nascimento espiritual.

Existe um momento de nossas vidas quando a realidade espiritual, a própria realidade de Deus se descortina, se abre e se torna uma experiência pessoal para cada um de nós.

Nascer da carne e do espírito significa que assim como o nosso umbigo no nosso corpo físico demonstra que temos origem em outro organismo físico também a nossa consciência demonstra que nós temos origem em outra Consciência.

A consciência é O UMBIGO DA ALMA.

Nascer de novo é a experiência de quando o Espírito de Deus está unido ao nosso espírito, quando passamos a interagir conscientemente e voluntariamente com Ele.

É quando nos rendemos e dizemos a Deus que abrimos mão do controle de nossas vidas e queremos agora experimentar o Seu Espírito agindo sobre o nosso espírito.

A minha oração de hoje é que o Espírito de Deus faça com que o meu espírito possa nascer para essa realidade espiritual.

Que a minha vida se explique por uma relação com dimensões da existência humana que estão para além dos nossos sentidos físicos.

Que eu tenha o privilégio de nascer de novo e de conhecer a Deus, o Seu espírito.

Eu convido a você a fazer esta mesma oração.

Que Deus abençoe a todos.


Ed René Kivitz


Fonte:http://www.ibab.com.br/


*VISITE TAMBÉM:
POINT RHEMA - http://pointrhema.blogspot.com/ VALE A PENA. Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

domingo, 11 de setembro de 2011

174 - PERFEITOS


Palavras de Jesus no evangelho segundo Mateus capítulo 5 versículo 48:

“Sede vós, pois perfeitos, como é perfeito o vosso Pai que está nos céus.”


Um discípulo deve ter a grande ambição de ser igual a seu mestre, deve andar tão perto dele que ao final de cada dia esteja coberto com a poeira dos seus pés.

Como discípulos de Jesus devemos andar perto Dele para que nos tornemos cada vez mais semelhantes a Ele.

Seguir a Jesus, sermos seus discípulos é termos sempre a ambição de sermos iguais a Ele, de fazer obras maiores e viver a mesma realidade que Ele viveu.

É ser ungido, autorizado, capacitado pelo Espírito Santo de tal maneira que nos tornemos uma extensão, uma expressão de seu amor.

No versículo citado no inicio do texto Jesus diz para nós que devemos ser perfeitos como é perfeito nosso Pai que está no céu.

Mas qual seria o real significado dessa perfeição?

Quando Jesus fala sobre isso, Ele fala em um contexto do sermão do monte em que está dizendo que todos conhecem o que foi dito na lei de Moisés.

Ame seu próximo e odeie seu inimigo.

Jesus porem diz para amarmos também o nosso inimigo, porque se nós amarmos apenas as pessoas que já nos amam não haverá diferença nenhuma entre nós e qualquer outra pessoa.

Quando amamos aos nossos inimigos nos assemelhamos a Deus, que ama os bons e o maus, que faz o sol nascer sobre justos e injustos.Obviamente sem nunca amar aos seus pecados.

Independentemente de nossos méritos, Deus ama as pessoas não por que mereçam ser amadas, por serem dignas, Deus nos ama por que Ele é amor e justiça.

Portanto nossa perfeição está em amarmos da mesma maneira que Deus ama.

Isso resignifica muito a nossa compreensão do que é ser perfeito, do que é ser como Jesus.

Sermos como Jesus é amar como Ele amou, sendo perfeito como nosso Pai celestial é perfeito.

Fazermos as obras que Jesus fez e maiores que as Dele é estender esse amor de Deus onde quer que estejamos.

A minha oração de hoje é para que Jesus me capacite a amar como Ele ama, pois somente assim serei perfeito.

Eu convido você a fazer esta mesma oração.

Que Deus abençoe a todos.


Ed René Kivitz


Fonte:http://www.ibab.com.br/


*VISITE TAMBÉM: VOLTEMOS AO EVANGELHO - http://voltemosaoevangelho.com/blog/ VALE A PENA. Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

domingo, 4 de setembro de 2011

173 - CAINDO POR TERRA


Na vida há sempre um dia especial.

Houve um dia muito especial na vida de Saulo.

Ele não sabia, mas teria um encontro com JESUS, a quem perseguia.

Mas, JESUS sabia, eis a diferença.

Quem sabe TUDO sobre nós e nossa vida é DEUS.

ELE é quem sabe o que vai fazer conosco, nós não sabemos, mas, podemos confiar no SEU AMOR.

Naquele dia Saulo tinha muitos planos, sairia de casa, como sempre o fazia, para perseguir os cristãos.

Judeu zeloso, acreditava que estava fazendo a coisa certa.

Lia a lei, conhecia as promessas sobre o Messias, mas, não tinha o devido entendimento.

Prender e castigar os cristãos era uma questão de amor a DEUS e lealdade a religião.

Podemos, como Saulo, cair na armadilha de fazer o que parece muito sensato, espiritual e lógico, mas que nada tem a ver com a vontade de DEUS.

No caminho para Damasco, Saulo foi encontrado pelo SENHOR.

Saiu de casa perseguidor e voltou como seguidor.

Preste atenção se DEUS não tem cercado você de alguma forma.

Talvez o SENHOR queira interferir em sua vida, fazendo-o “CAIR POR TERRA” e começar algo novo.

O que sabemos é que DEUS se interessa por cada um de nós de forma pessoal e íntima, ELE quer nos alcançar, nos transformar, nos aperfeiçoar, nos fazer rendidos a SUA graça, como fez com Paulo.

Que Deus abençoe a todos


Fonte:http://deusdemisericordia.blogspot.com/


*VISITE TAMBÉM: BEREIANOS - http://bereianos.blogspot.com/ VALE A PENA. Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Template Rounders modificado por ::CAMINHO PLANO::
| 29/11/2008 |